Dedico este blog aos poetas, sonhadores, sábios pesquisadores, idealistas, aos que apreciam a arte e a todos que descobiram a inteligência como Dom de Deus e que usam seus talentos e dons para realizar causas nobres em benefício da humanidade.
Pesquisa personalizada

1 de setembro de 2014

Elementos gráficos


PONTO

O ponto ocupa no espaço uma posição. Não tem geometricamente dimensão, área ou superfície é simplesmente invisível. Sendo o elemento visual mais simples é necessário graficamente torná-lo visível. Resulta por exemplo do primeiro contacto do lápis com o papel.  Quando se olha para o céu numa noite limpa sem nuvens, observamos uma imensidão de pontos que brilham, são as estrelas.

Podemos encontrar pontos:











Linha 
Um ponto em movimento gera uma linha. Assim uma linha é constituída por um conjunto de pontos. " A linha pode ser definida como o percurso de um ponto - Leonardo da Vince"




O comprimento é a única medida que uma linha pode ter e a sua representação no espaço é infinita.



A linha é um elemento gráfico de desenho muito importante, com ela definem-se as formas e podemos exprimir a nossa imaginação e criatividade.


1. Linha horizontal:
   Representa o nível dos olhos do observador (linha horizontal pontilhada LH).


    Numa paisagem é a linha do horizonte que separa o Céu e a Terra. Vista ao longe, ela está na base das montanhas e risca horizontalmente o nível do mar.


2. Linha vertical:
  É  uma linha vertical perpendicular a linha do horizonte (PV). 






SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
1- Identifique os diferentes elementos gráficos de que são compostas as figuras:










2- Colorir o desenho usando pontos ordenados,  aleatórios, concentrados e grandes:



3- Reproduzir a figura e colorir com hidrocollor usando pontos:




4- Colorir o desenho usando os diferentes elementos gráficos:




5-Colorir com caneta hidrocollor e identificar as linhas das figuras:
:
6- Pinte as linhas verticais:



7- Pinte as linhas horizontais:



8- Crie uma paisagem utilizando linhas horizontais e verticais,  tamanho mínimo – 16cm x 10 cm

9-Pinte o desenho que você criou      



10- Cole barbante, lã ou linha nas imagens:




Romero Brito. Pintura utilizando elemntos gráficos.



11- Faça uma uma pintura no estilo de Romero Brito:


Painel composto com sobreposição de pontos. Pode ser feito do tamanho que quiser. 
12- Recorte caixas de papelão ou isopor em círculos e cole papéis coloridos, fazendo uma sobreposição.



Fonte:
http://www.pinterest.com/tbordignon/escolar-iii/
http://www.sobrearte.com.br/desenho/perspectiva/elementos_da_perspectiva.php

27 de agosto de 2014

Bailarinas


Olha só que graça. Bailarinas feitas com arame, guardanapo de papel, linha e cola, tesoura, alicate. A roupa pode ser feita com papel crepom ou tecido. Com várias bailarinas, é possível fazer uma bela decoração variando os movimentos dos braços e pernas e das cores dos vestidos. 
Fonte: http://www.pinterest.com/pin/367747125796435850/


Fonte: http://www.pinterest.com/pin/367747125796435850/



25 de agosto de 2014

Fotografia antiga




Aparentemente, parece ser uma fotografia do século passado, não colorida, na qual são retratados um casal com filhos, de várias idades,  O casal que está atrás não demonstra intimidade, O homem, pode ser o namorado ou marido da filha mais velha. As mulheres, com exceção à mãe, usam vestidos simples aparentando ser do mesmo tecido e cor.  As meninas com os cabelos cortados do mesmo jeito, usam  enormes laços para amarrá-los. Os calçados e meias das mulheres são iguais. Como há várias meninas, conclui-se que o bebê no colo é o filho mais novo da mulher. Parece ser um menino.

A família não demonstra ter grandes posses. Isso é percebido nos móveis, as cadeiras são muito simples  e uma menina está sentada sobre uma caixa de madeira, indício de que não havia cadeira para todos. Não há uma preocupação com as poses, as crianças estão a vontade, e intercaladas entre os adultos. A mão do pai pesa sobre o ombro da menina, deixando-o mais baixo. A foto foi tirada em um ambiente interno, sobre um tapete. O fundo foi revestido com um tecido e com uma cortina escura. Lateralmente há vasos de flores. As mulheres mais velhas usam vestidos longos. Com exceção do bebê, todos usam roupas escuras, o que torna o ambiente carregado. Os homens usam terno e gravata, um costume da época.         (A fotografia pode ter outra interpretação)


     


SUGESTÃO:
1- Mostre e explique a foto analisada para o aluno. 

2- Solicite ao aluno que traga para a sala de aula uma foto antiga de sua família para ser analisada . (Com a facilidade dos celulares com câmeras, não preciso trazer a foto original, mas uma reprodução impressa. Se a escola permitir, peça uma foto da foto, na hora do exercício deixe o aluno usar o aparelho para vê-la.)



24 de agosto de 2014

O Aleph



Enquanto lia, fui destacando algumas frases do livro "O Aleph" de Paulo Coelho. O resultado foi esta coletânea de belos pensamentos. Achei interessante compartilhá-la. 


- Passado e futuro existem apenas em nossa memória. "Mas o momento presente está além do tempo: É a Eternidade.
- O mundo está neste momento sendo criado e destruído.
- A tragédia é uma mudança radical em nossas vidas, sempre ligada ao mesmo princípio: a perda.
- Quando estamos diante de uma perda, não adianta tentar recuperar o que já se foi, é melhor aproveitar o grande espaço aberto e preenchê-lo com algo novo.
- Essa é a qualidade do guerreiro: entender que vontade e coragem não são a mesma coisa. Coragem pode atrair medo e adulação, mas força de vontade requer paciência e compromisso.
- Uma vida sem causa é uma vida sem efeito.
- Se eu conseguir convencer uma só pessoa a parar de lutar por algo que tem certeza de que vale a pena, terminarei também por convencer a mim mesmo - e toda minha vida perderá com isso.
- Se o mundo parece em paz é porque está em paz.
- Sonhadores não podem ser domados.
- Não somos aquilo que as pessoas desejavam que fôssemos. Somos quem decidimos ser.
- Culpar os outros sempre é fácil. Você pode passar sua vida culpando o mundo, mas seus sucessos ou suas derrotas são de sua inteira responsabilidade.
- O Caminho da Paz é fluído como um rio, e porque ele não resiste a nada, já venceu antes de começar.
- A arte da paz é imbatível, porque ninguém está lutando contra ninguém, apenas consigo mesmo.
- Vença você mesmo, e vencerá o mundo.
- Ferir o oponente é ferir a si mesmo.
- Quanto mais eu gastar minha energia em palavras, menos estarei convencido do que digo, e em breve será fácil me dominar.
- O mal das palavras é que elas nos dão a sensação de que podemos nos fazer compreender e entender o que os outros estão dizendo.
- Quantas pessoas conheço que são mestras quando falam mas incapazes de viver aquilo que pregam!
- Uma coisa é descrever uma situação, outra é experimentá-la.
- É preciso ir para longe antes de compreender o que está perto.
- Música não é uma sucessão de notas. É a constante passagem de uma nota entre o som e o silêncio.
- Apenas duas coisas podem revelar grandes segredos da vida: o sofrimento e o amor.

Extraído do livro  "O Aleph" de Paulo Coelho