TRANSLATE

Busque arquivos antigos

17 de dezembro de 2006

Ludwig Wittgenstein






Os limites da minha linguagem denotam os limites do meu mundo.

Ludwig Wittgenstein (1889-1951)


2 comentários:

  1. explique essa citação " os limites da minha linguagem denotam os limites do meu mundo"

    ResponderExcluir
  2. Olá anônimo:

    A frase que você quer que eu explique não é de minha autoria. Meu objetivo ao publicá-la foi levar as pessoas à reflexão e não explicá-la. Cada pessoa tem sua individualidade e certamente irá entendê-la a seu modo, de acordo com o limite da sua linguagem. Talvez o texto abaixo o faça melhor que eu.

    “Em um remoto bar da Espanha, perto de uma cidade chamada Olite, existe um cartaz escrito por seu dono:
    “Justamente quando consegui encontrar todas as respostas, mudaram todas as perguntas.”
    Diz o mestre:
    Sempre estamos muito ocupados em procurar respostas; consideramos respostas coisas importantes para compreender o sentido da vida.
    É mais importante viver plenamente, e deixar que o próprio tempo se encarregue de nos revelar os segredos de nossa existência. Se estamos preocupados demais em encontrar um sentido, não deixamos a natureza atuar, e nos tornamos incapazes de ler os sinais de Deus”.
    (Paulo Coelho – do livro Maktube)

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)