TRANSLATE

Busque arquivos antigos

7 de setembro de 2007

O guerreiro da luz


O guerreiro da luz, às vezes, comporta-se como a água, e flui por entre os obstáculos que encontra.

Em certos momentos, resistir significa ser destruído; então, ele adapta-se às circunstâncias. Aceita, sem reclamar, que as pedras do caminho tracem o seu rumo através das montanhas.

Nisso reside a força da água: ela jamais pode ser quebrada por um martelo, ou ferida por uma faca. A mais poderosa espada do mundo é incapaz de deixar uma cicatriz em sua superfície.

A água de um rio adapta-se ao caminho que é possível, sem esquecer o seu objetivo: o mar. Frágil na sua nascente, aos poucos vai ganhando a força dos outros rios que encontra.

E, a partir de determinado momento, seu poder é total.

Paulo Coelho,
do livro "Manual do guerreiro da luz"

3 comentários:

  1. Muito lindo esse texto. E sábio tb.
    Há necessidade de sermos guerreiros de luz para sobreviver neste mundo tão conturbado. Preecisamos nos adaptar e contornar as pedras do caminho para chegarmos "ao mar"..
    abração

    ResponderExcluir
  2. Oi Terezinha!! Adorei o teu post! Combina com o meu..rsrsr
    Também escrevi sobre a força das águas.

    Um grande beijo com carinho

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu tenho esse livro e de vez em quando pego pra ler as mensagens... este texto em especial é ótimo, mesmo!
    Boa esolha;)

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)