TRANSLATE

Busque arquivos antigos

8 de fevereiro de 2008

Pontuação

A HERANÇA E A PONTUAÇÃO – UM “CAUSO”

Um homem rico, sentindo que estava para morrer, pediu papel e caneta, e escreveu seu testamento, mas morreu antes de colocar os sinais de pontuação. O texto dizia:

“Deixo meus bens à minha irmã não ao meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres”.

A quem deixou a riqueza? A resposta veio na pontuação conveniente:

O primeiro a visitar o morto foi o sobrinho, que pontuou assim:

“Deixo meus bens à minha irmã? Não. Ao meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres”.

Surgiu então o alfaiate, que fez esta pontuação:

“Deixo meus bens à minha irmã? Não. Ao meu sobrinho? Jamais. Será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres”.

O juiz da cidade estudava o caso, quando vieram os pobres e o mais sábio, tomando uma cópia do texto, pontuou-o assim:

“Deixo meus bens à minha irmã? Não. Ao meu sobrinho? Jamais. Será paga a conta do alfaiate? Nada. Aos pobres”.

AS DUAS FRASES A SEGUIR NÃO APRESENTAM QUALQUER SENTIDO, MAS VOCÊ PODE PONTUÁ-LAS E RESOLVER O PROBLEMA:

1- Maria toma café e sua mãe disse ela traga uma toalha

2-Um fazendeiro tinha um bezerro e a mãe do fazendeiro era também o pai do bezerro

3- Maria toma banho porque sua mãe disse ela pegue a toalha.

Um comentário:

  1. Maria toma café e sua. - Mãe, disse ela, Traga uma toalha.

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)