TRANSLATE

Busque arquivos antigos

18 de agosto de 2008

Salmo

Àqueles que fazem da política
uma cômoda profissão




Bem-aventurado
o poeta que canta
e encanta
que alegra a vida em versos.

Bem-aventurado
o homem íntegro, reto, o bom político
que faz a santa e sólida política
engrandece o povo,
faz crescer uma cidade
e não aquele que na sórdida monolítica
promove a si mesmo
numa escandalosa vaidade.

Bem-aventurado
quem não esconde a verdade
nas gavetas do escritório
não participa de concorrências fraudulentas
e não corrompe títulos no cartório.

Bem-aventurado
quem não rouba do pobre
não transforma o irmão em paria
para seu próprio proveito
engordando a conta bancária.

Bem-aventurado
aquele que não se torna instrumento
da multinacional propaganda
da ideologia do lucro
não abaixa a cabeça, mas levanta e grita
contra as falácias, as mentiras
dos chicanistas e corruptos.

Bem-aventurado
quem não espia a vida alheia
não espalha cizânia e medo
não apunhala seu irmão pelas costas
e não atira seu irmão na fornalha e na teia.

Bem-aventurado
aquele que se levanta
contra a opressão e a injustiça
que constrói a paz, que não engana o povo
que fala a verdade,
com palavras puras e castiças
que canta o estribilho do amor
do Mandamento Velho, sempre Novo
pregado e vivido por um Homem-Deus
que se fez pobre entre os pobres
para que toda a humanidade
Vivesse e lutasse por ideais mais nobres.

Pedro Thomaz Pereira

Um comentário:

  1. A poesia é muito bonita, parabéns pelo post.

    Grande abraço' Deus abençoe.

    Rafael

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)