TRANSLATE

Busque arquivos antigos

23 de agosto de 2011

Kiriku e a Feiticeira





Este é um filme que pode ser trabalhado com crianças, com jovens e com adultos, depende do enfoque que o professor quiser dar. Ele prende a atenção  pela beleza das imagens do ambiente e narra as proezas de um garotinho africano, bom e corajoso,  chamado Kiriku, que por nascer diferente dos demais de sua aldeia, foi discriminado.


Assim que nasceu, ficou sabendo que sua aldeia sofria sob o domínio de uma feiticeira chamada Karabá, por isso, movido de coragem e determinação toma várias iniciativas e realiza diversas proezas para libertar o seu povo.

O fato de ser discriminado não intere em suas decisões. Ele concretiza diversas ações que muitos adultos de sua aldeia não conseguiram: salva as crianças de serem raptadas, soluciona o problema da água com muita inteligência, usa diferentes  estratégias, destacando-se um chapéu para se esconder e enganar a feiticeira e a luta com animais.

Karabá, a feiticeira, é uma mulher vaidosa e amargurada, conseqüências de um sofrimento muito grande. Ela  impõe regras dificílimas de serem cumpridas, escraviza o povo através do medo,  rouba, trapaceia, mente, é autoritária, tudo para mostrar-se poderosa. Ela não gosta de crianças, principalmente de Kiriku, pois este a desafia.

As mulheres da aldeia sentem medo da feiticeira, porque seus maridos, após saírem para a luta, não mais retornaram. Elas acreditam que eles foram devorados. Precisam buscar água muito longe, quase não têm comida.

A mãe de Kiriku faz tudo o que pode para educar seus filho,  e apesar do seu esforço é criticada pelas outras mulheres.

O avô é o feiticeiro, que conhece o sofrimento da aldeia e o poder da feiticeira, mas espera a solução de Kiriku.

Kiriku é um menino muito amado, porém o povo só se dá conta disso quando reflete sobre a forma de tratamento dispensada ao menino.  .

O filme abre um leque de opções para o professor trabalhar em sala de aula: sexualidade, costumes sociais, reflexões sobre maldade, preconceitos, escravização, coragem, trabalho feminino, cultura africana, entre outros.
Terezinha  Bordignon



   QUESTÕES SOBRE O FILME KIRIKU 
PARA O PROFESSOR INTERAGIR COM O ALUNO

- Kiriku nasceu com dons especiais, quais eram esses dons?
- Ele nasceu com uma missão. Que missão?
- A aldeia em que Kiriku nasceu era perseguida por uma feiticeira. Que 
   maldades ela fez para os habitantes da aldeia?
- Kiriku usou um chapéu para ir até a feiticeira. Para que servia o 
  chapéu?
- O que Kiriku quer muito saber?
- Kirirku buscou o sábio da montanha. Por quê?
- Durante o filme Kiriku praticou vários atos de coragem. Quais foram 
   esses atos?
- A feiticeira tinha um motivo para toda sua maldade. Qual era o motivo?
- Por que Karabá roubava o ouro das mulheres?
- A mãe de Kiriku tinha passado por vários problemas. Cite algum.
- Que conselho especial o sábio da aldeia deu a Kiriku?
- O sábio da montanha era avô de Kiriku. Por que Kiriku buscou seu colo?
- A mãe de Kiriku tinha passado por vários problemas. Cite alguns.
- As mulheres da aldeia andavam com os seios à mostra e as crianças 
   estavam nuas. Como você explica isso?
- Como as pessoas da aldeia celebravam seus momentos de alegria?
- Por que as pessoas da aldeia tinham medo de Karabá?
- Por que Kiriku conseguiu libertar a aldeia do poder da feiticeira e os 
   outros homens não conseguiram?
- No final do filme, quem vence?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)