TRANSLATE

Busque arquivos antigos

11 de outubro de 2013

Dia da árvore


Dia 21 de setembro. Comemore esta data com seus alunos.

O teatro a seguir foi representado por alunos da 5ª série da Escola Manuel Bandeira de Alto Piquiri no ano de 2002. Foi um trabalho de resultado excelente. Ensaie o texto com seus alunos.
Faça as adaptações no texto, de acordo com sua região. Mude o figurino conforme o aluno que irá representar: menino ou menina.

AGONIA DE UM PLANETA
Profesoras: Marice Piffer Martins e Terezinha Bordignon

PERSONAGENS:
Terra, Sol, Anjo, Lua, três Estrelas (Todas com o nome de Maria): Todas as personagens descalças. Nas mãos um bastão com tira coloridas de papel, barbante, lã, sobra de tecido para dar brilho e movimento aos astros. As roupas podem ser feitas de TNT ou plático linholene. Todos os alunos são identificados com um papel preso à roupa.

CARACTERÍSTICAS DAS PERSONAGENS:


Terra


Roupa rasgada cor cinza (Tingir uma roupa velha ou costurar uma de TNT). Boca e rosto pintados em tom cinza. Na cabeça um capacete, bola de isopor, ou bexiga branca, bola de borracha recortada, com desenho dos Continentes. (Pintar com tinta lavável ou colar um papel).

Sol
Roupa vermelha, raios luminosos na cabeça, tiras vermelhas e amarelas. Pintura do rosto bem carregada de vermelho, rouge e batom.Uar um short ou bermuda vermelha. tiras vermelhas e laranja coladas à cintura.
Anjo
Roupa branca, asas e uma coroa de flores brancas na cabeça. Rosto natural
Lua
Roupa cor azul claro ou prateada, rosto e lábios pintado de azul ou prata.
Uma das Estrelas Três Marias
Roupa amarela ou dourada, na cabeça uma estrela dourada.

CENÁRIO:
Enfeitar o cenário pendurando uma lua azul, três estrelas (são as Três Marias)

DESENVOLVIMENTO:
As personagens tomam seus lugares no palco:
Estrelas, Sol e Terra( um pouco afastada, andando bem devagar em círculo, como se fosse sua órbita, de cabeça baixa, triste).
SOL – (falando bem alto e animado) Bom dia, Estrelas benditas!
ESTRELAS – (falando juntas) Bom dia, querido Sol!
SOL – Bom dia, linda Terra!
TERRA – (Permanece em silêncio, cabeça baixa)
SOL – Bom dia, Terra maravilhosa!
TERRA – (Continua em silêncio)
SOL – Bom Terra! Levante a cabeça!
TERRA – (Não diz nada)
SOL – Nossa, que Terra silenciosa! Será que está cansada ou ainda não acordou?
ANJO – Nesse momento o anjo entra cantando a música do Padre Marcelo Rossi: Senhor, Põe teus anjos lá em casa! Senhor, Põe teus anjos lá em casa! Senhor, Põe teus anjos lá em casa! Senhor, Põe teus anjos lá em casa! O anjo pára de cantar e diz: Bom dia Sol, como você está belo!
SOL: Bom dia anjo
ANJO - Bom dia estrelinhas!
ESTRELINHAS – Bom dia, anjo!
SOL – Que bom vê-lo, anjo Celestino! O que faz por aqui?
ANJO – Estou de passagem. Parei um pouquinho para descansar e me aquecer, mas já estou seguindo viagem.
SOL – Para onde você vai Celestino?
ANJO – Vou visitar a linda Terra. Estou com saudade. Estive visitando outros astros criados por Deus, agora quero rever minha amiga. Não vejo a hora de tomar banho nas cachoeiras, comer frutas saborosas, ouvir o cantar dos pássaros, respirar aquele ar perfumado.
SOL – O quê, você não sabe o que aconteceu com a Terra?
ANJO – Não amigo. O que foi, ela sofreu alguma catástrofe? Foi terremoto? Maremoto? Ou foi vulcão?
SOL – Não foi nada disso. Dê uma olhada para ela. Veja como está triste.
ANJO – Meu Deus, Como está sem vida! Ela está agonizando
TERRA – (Levanta a cabeça, permanece triste e fala com voz triste e angustiada) Socorro! Socorro! (Abana-se com falta de ar)
ANJO – (Fala para o Sol e Estrelas) Vou voar para lá imediatamente. Quem sabe eu possa fazer alguma coisa por ela? Tchau amigos.
SOL - Tchau, Celestino, voe o mais rápido que puder.
ANJO – (Vai em direção à Terra cantando) Senhor, põe teus anjos lá casa! Quando chega diz, O que foi Terra, Eu vim socorrê-la.
TERRA _ (Para de girar e senta-se no chão, triste) Anjo Celestino, veja como estou. Estou morrendo. Não tenho ar. O ar que Deus me deu foi envenenado com gazes tóxicos. Sinto sede, mas a água que me resta foi poluída com lixos e detritos. Sinto fome, mas no meu solo já não nasce mais nada, pois foi arado, sofreu erosões e envenenamento. (Chora)
ANJO – Calma, Terra. Quem sabe ainda há uma solução! Vou pedir ajuda a algumas pessoas conscientes, aos governos de todos os países. Vamos conscientizar todos os povos sobre a necessidade de cuidar do Planeta Terra, afinal é o local onde moram.
TERRA – É por isso que estou triste. É tarde demais. Não há pessoas, nem animais, nem plantas, só deserto. Estou me tornando um planeta seco, como Marte, Júpter, Saturno e outros planetas do nosso sistema solar. (Cair no chão e morrer)
ANJO – (Olhando para a platéia) Já não há o que fazer. Está morta, totalmente estéril. Deus a fez a Terra tão bela. A humanidade não fez nada por ela. Não lhe deram valor!
(SOL E ESTRELAS – aproximam-se. Ficam em volta, formando um círculo)
SOL – As plantas não mais germinarão!
ANJO – As crianças não mais sorrirão!
ESTRELA – (juntas) A Terra era azul, agora é cinza!
ANJO – Vamos enterrá-la.
(todos pegam a Terra no colo e saem do palco cantando a marcha fúnebre):
Tan – tan – tantan
Tantam – tantam – tantam – tantam! Bis
Todos voltam ao palco e o aluno que representou a Terra comenta:
Hoje foi só um teatro, mas se não cuidarmos da Terra com carinho, preservando seu meio ambiente, isto vai acontecer muito mais cedo do que esperamos, e aí será o fim da humanidade.

4 comentários:

  1. Bem criativa a peça... Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito.
    Vou fazer com meu alunos,depois te conto o resultado.

    ResponderExcluir
  3. Nossa amei...eu sou aluna e concerteza vou agitar com os meus colegas para que haja uma apresentaçao la no meu colegio!

    ResponderExcluir
  4. adorei a ideia de fazer a aranha + n consegui ver a lista de materiais. pod mandar p mim?
    bj e continue criando adoro suas idéias!

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)