TRANSLATE

Busque arquivos antigos

11 de outubro de 2013

Encontro com Deus




Um piedoso monge sempre pedia a graça de ver Deus. Certo dia, recebeu a seguinte mensagem: “Põe-te a caminho, porque Deus quer se encontrar contigo, depois do rio, no outro lado da montanha”.
O religioso obedeceu imediatamente. Mas, no meio da viagem, encontrou-se com um ferido que lhe pedia socorro. Rapidamente, o monge explicou-lhe que não podia demorar, porque Deus estava à espera dele no outro lado da montanha, antes do anoitecer. Mas prometeu-lhe que voltaria assim que tivesse encontrado Deus. E continuou apressadamente seu caminho.
Mais adiante, deparou-se com um carro atolado, com uma pessoa que pedia ajuda para tirá-la da situação. O monge prometeu ajudá-lo tão logo retornasse do compromisso anteriormente assumido.
Horas depois, quando o sol ainda estava alto, chegou ao local indicado para se encontrar com Deus e seus olhos começaram a procura-lo. Mas para sua surpresa, encontrou apenas um aviso onde estava escrito: “Fui ajudar o ferido que tu deixaste abandonado, e volto depois de carona com o amigo que atolou seu carro” Assinado: Deus.

Comentário:
O Monge piedoso do texto precisa fazer uma viagem urgente, pois recebeu um recado que Deus quer se encontrar com ele. Depois do rio do outro lado da montanha.
Podemos entender essa mensagem da seguinte forma:
Monge: qualquer pessoa, cada um de nós. As pessoas tidas como boas.
Mensagem: Deus quer se encontrar com ele – Todos recebemos esta mensagem: Deus quer se encontrar conosco.
Depois do rio: Depois de nossa morte.
Do outro lado da montanha: Na eternidade.
Durante nossa vida temos a chance de ajudar nosso próximo e muitas vezes não o fazemos. Vemos a pessoa necessitada e seguimos nosso caminho, passamos adiante para não ver, procuramos esquecer. Depois vamos ao templo para orar.
Deus quer de nós a caridade. Não adianta orar sem ter praticar a caridade. São as nossas obras que nós salvam. Quer que ajudemos o próximo. Ele está no próximo. Não adianta dizer: “Depois eu ajudo”. Precisamos ajudar as pessoas no momento em que elas estão necessitadas, depois é tarde. Na eternidade já passou o momento.
Quando o monge voltou, Deus já havia ajudado os necessitados. O monge não viu Deus. Deus estava no próximo (que no texto eram o mendigo e o senhor do carro atolado), no dia a dia são as pessoas que estão ao nosso lado ou aquelas com quem cruzamos todos os dias.

Texto Comparativo
Evanjelho de Lucas - Capítulo 10, 25-37


25 Levantou-se um doutor da lei e, para pô-lo à prova, perguntou: Mestre, que devo fazer para possuir a vida eterna?
26 Disse-lhe Jesus: Que está escrito na lei? Como é que lês?
27 Respondeu ele: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu pensamento (Dt 6,5); e a teu próximo como a ti mesmo (Lv 19,18).
28 Falou-lhe Jesus: Respondeste bem; faze isto e viverás.
29 Mas ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: E quem é o meu próximo?
30 Jesus então contou: Um homem descia de Jerusalém a Jericó, e caiu nas mãos de ladrões, que o despojaram; e depois de o terem maltratado com muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o meio morto.
31 Por acaso desceu pelo mesmo caminho um sacerdote, viu-o e passou adiante.
32 Igualmente um levita, chegando àquele lugar, viu-o e passou também adiante.
33 Mas um samaritano que viajava, chegando àquele lugar, viu-o e moveu-se de compaixão.
34 Aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; colocou-o sobre a sua própria montaria e levou-o a uma hospedaria e tratou dele.
35 No dia seguinte, tirou dois denários e deu-os ao hospedeiro, dizendolhe: Trata dele e, quanto gastares a mais, na volta to pagarei.
36 Qual destes três parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões?
37 Respondeu o doutor: Aquele que usou de misericórdia para com ele. Então Jesus lhe disse: Vai, e faze tu o mesmo.

Comparação:
Encontro com Deus:
Personagens principais: Um monge e Deus
Personagens do caminho: Um homem ferido e um homem no carro quebrado
O socorro: Veio de Deus

Evangelho de Lucas:
Personagens principais: Um sacerdote, um levita, um samaritano
Personagens do caminho: Um homem ferido
O socorro: Veio por um samaritano

Conclusões:
Quem socorreu usou de misericórdia
Quem foi socorrido é o próximo, não importa quem seja.
Cumpriu o Mandamento: Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.
Quem não tem amor pelo próximo também não tem amor a Deus.

SUGESTÃO DE ATIVIDADE:
DESENHE UMA HISTÓRIA EM QUADRINHOS: Lucas, Cap. 10,25-37
Um homem descia de Jerusalém a Jericó e caiu nas mãos de ladrões, que o despojaram;
Depois de o terem maltrado com muitos ferimentos retiraram-se, deixando-o quase morto.
Por acaso desceu pelo mesmo caminho um sacerdote, viu-o e passou adiante.
Um levita, chegando àquele lugar, também o viu e passou adiante.
Um samaritano que viajava, chegando àquele lugar, viu-o e sentiu compaixão. Aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho;
Colocou-o sobre sua própria montaria e levou-o a uma hospedaria e tratou dele.
Copie os versículos 36 e 37.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)