TRANSLATE

Busque arquivos antigos

12 de fevereiro de 2014

Desenhos de memória e de observação


O ato de desenhar é espontâneo em muitas pessoas. Elas não precisam de nenhum pretexto para fazê-lo, apenas de alguns materiais: lápis, caneta, pincel, tinta, carvão, galho, pedra... Outras pessoas necessitam de um modelo, de uma de referência, que pode ser interna ou externa. Elas fazem desenho de memória ou desenho de observação.

Desenho de Memória.



Desenho de memória é aquele baseado apenas em lembranças, em momentos que ficaram retidos em nossa memória. Na hora de desenhá-lo não podemos consultar nada, apenas buscar o que ficou registrado. 


Este é um desenho de minha primeira professora. Chamava-se Adelaide Mirândula Moser, de quem tenho vagas lembranças, que já não sei se estão corretas, pois nunca mais a vi, nem soube notícias. Já procurei por ela na Internet, mas não encontrei nada. Ou está bem velhinha ou já morreu, eu também não sou jovem.  Eu me recordo que era jovem, alta e magra,  tinha olhos claros, cabelos louros e ondulados. 


Esta é a casa onde morei dos quatro aos quatorze anos. Era bem simples, sem água encanada, energia elétrica e banheiro dentro de casa. Seu piso era muito rude e minha mãe tinha um trabalho enorme para mantê-la limpa. Ficava num sítio na água do Interventor, perto de Munhoz de Melo, Paraná. No sítio meu pai tocava lavoura de café e criava algumas cabeças de gado e porcos. Minha mãe criava galinhas. Perto da casa ficava o terreirão onde o café e outros produtos agrícolas eram secos. Foi necessário tirar algumas arvores para enxergar a casa nesta posição, pois essa é forma que eu consigo vê-la melhor em minhas lembranças.




 Desenho de Observação.
Os desenhos de observação reproduzem objetos reais, tridimensionais. São desenhados como são vistos. 


 Minha mão.




Um comentário:

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)