TRANSLATE

Busque arquivos antigos

27 de maio de 2007

Aquecimento global

Quando acontecia ECO 92 eu estudava Pedagogia Religiosa em Curitiba. Na época, fazia alguns desenhos com caneta esferográfica durante as aulas e estes geralmente expressavam o conteúdo estudado. Muitas pessoas gostavam. Um colega de sala, Poeta e Pastor Carlos Alberto R. Alves, pediu-me que fizesse um desenho de uma poesia sua: Oração pela Terra. Eu trouxe o texto para casa e na viagem seguinte levei o desenho pronto. Causou um impacto e foi reproduzido por alguns colegas de curso e por professores. Tempos depois, fiquei sabendo que o Professor Claudino Ortigara, o distribuiu em Faxinal do Céu, em pelo menos um seminário para professores. Em 2006, minha filha Camila, assistindo a um noticiário em Pato Branco PR, viu várias cópias do desenho. As crianças de uma Escola do Estado de Santa Catarina, durante uma exposição de trabalhos sobre ecologia, coloriram o desenho e o mostraram para a reportagem. Minha filha imediatamente o reconheceu e me contou. Fiquei feliz. Esta foi a razão de publicá-lo neste blog, juntamento com o texto que o inspirou. Considero este como o desenho mais significacativo de todos que fiz até hoje. Bom para trabalhar o aquecimento global

ORAÇÃO PELA TERRA
Senhor:
AGRADEÇO-TE...
pelo nosso pequenino planeta
que tu fizeste azul espelhando o céu;
pela energia que dele emana e nos faz
ser irmãos da água, do fogo, da terra e do ar;
e pelas primaveras que, deveras,
veraneia o inverno de nossos outonos.
PENITENCIAMO-NOS...
pela profanação hedionda do teu templo esfumaçado,
pela crueldade fétida impingida aos rios e oceanos,
pela ganância estupradora imposta às matas virgens,
pelos desertos-áridos-tornados-terras-malditas
e pelo anti-Éden-de-árvores-atômicas construído.
COMPROMISSAMO-NOS...
em nome do arco-íris ainda ligando terra e céu,
em nome dos selváticos que ainda pastam solenemente,
em nome dos peles-vermelhas sobreviventes ao progresso:
a sentir o Espírito de Cristo presente no vento, na
gota de orvalho, na nuvem que navega, na folha verde;
e a trabalhar como irmãos do Sol e da Lua
para o mundo ver que a natureza é o rosto risonho de Deus.
E assim quando voltarmos, um dia, para o ventre da mãe-terra,
pois somos terra e para lá retornaremos também,
queremos nós ter deixado vivas a esperança e a saudade
de quem esteve, constantemente, em busca do novo céu e da nova terra
Curitiba, 14 de junho, último dia da Eco 92
Rev. Carlos Alberto R. Alves




Há dois anos, meu cunhado, Floriano, viu o desenho e me pediu que fizesse uma pintura em tela para ele. Achei muito difícil de pintar, então simplifiquei um pouco o desenho e passei minha interpretação para tela.
Veja um detalhe.

Animação sobre a criação do Planeta Terra

2 comentários:

  1. Oi, Terezinha!
    Achei muito bonito e interessante essa gravura e, sem lhe pedir antes, postei no meu blog, mas citei a fonte. Dê uma olhada quando tiver tempo.
    Ah! Achei seu blog muito interessante.
    Abraço!

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)