TRANSLATE

Busque arquivos antigos

19 de setembro de 2007

Primavera



PRIMAVERA

Entre rosas, bem lestinhos,
Vigiam duros espinhos;
E entre espinhos, bem vistosas,
Campeiam essas rainhas
Que têm o nome de rosas.

De comum, de parecido,
Uns e outros nada têm;
Mas como se entendem bem!

Sendo frágeis e garbosas,
Por todos apetecidas,
Não serão esses espinhos
Os seguranças das rosas?

Só receio que os mortais,
Que mudam tantos destinos,
Um dia também consigam
Mudar rosas em espinhos.

Ao contrário, a natureza,
Quem tem leis maravilhosas,
Talvez um dia consiga
Dos espinhos fazer rosas.

Abel Grilo

Um comentário:

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)