TRANSLATE

Busque arquivos antigos

4 de agosto de 2010

Ilustração de livro

Uma sugestão para você trabalhar em agosto, mês do Folclore.

Ilustre um conto folclórico com recortes de revistas. Complemente as cenas com lápis de cor, lápis cera ou outro material disponível. O importante é expressar o texto em imagens. Você não vai encontrar todas as imagens, então crie e improvise. Mostre para seus alunos e deixe que eles leiam e manuseiem seu trabalho, assim eles compreenderão melhor o seu objetivo. Depois disso, marque uma data para eles ilustrarem contos individualmente ou em equipe. Você pode pedir para que tragam revistas velhas, tecidos, tesoura, cola, régua...

No dia combinado, distribua alguns textos para eles criarem as ilustrações.
O trabalho pode ser exposto e mostrado para outras séries.


O exemplo abaixo foi feito por mim.



O CABOCLO D'ÁGUA
Mito do Folclore Brasileiro

Criatura fantástica que vive no fundo dos rios. Tem o domínio das águas e dos peixes. Ataca canoeiro e pescadores, virando barcos e criando ondas enormes. Para evitar seus ataques, quem viaja sozinho deve fincar uma faca no fundo da canoa. É bom também oferecer fumo a este monstrengo das águas.

Ficou assim:






















3 comentários:

  1. Oi, Terezinha, cada vez que vejo o seu blog fico mais encantada, quanta coisa legal!!!
    Gostei muito das sugestões sobre o folclore. Parabéns!!!
    Não sei se você lembra, mas no início do mês de julho, eu escrevi pra você me ajudar a organizar as minhas postagens em categorias, eu tentei fazer como você me ensinou, mas não consegui. Gostaria que você me desse mais uma dica, por favor.
    Bjs e parabéns pelo blog, agora que retornamos para a sala de aula, vivo à procura de ideias usando as suas, que por sinal, são muito boas.

    ResponderExcluir
  2. Finalmente consegui!!!!! Obrigada pela atenção e pela paciência. Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Terezinha gostei muito do seu blog, boas dicas você compartilha com os professores, bjs!

    ResponderExcluir

A humanidade é um oceano. Se algumas gotas estão sujas, isso não significa que ele todo ficará sujo. (Mahatma Gandhi)